Blog

Megalodon – O Maior Tubarão da História

O Megalodon (Carcharocles megalodon) foi o maior tubarão, bem como o maior peixe que já existiu. Seu nome é um composto de palavras gregas, significando “dente gigante”.

É dito que viveu há cerca de 23 a 3,6 milhões de anos atrás. Os fósseis do poderoso animal foram encontrados em mares rasos tropicais e temperados ao longo das regiões litorâneas de todos os continentes, exceto na Antártida.

Nos últimos anos, esse poderoso animal vem despertando a curiosidade das pessoas, devido ao seu tamanho e por talvez, ainda existir nos dias de hoje…

Terror do mar
O grande terror do mar

Tamanho

O megalodon era uma criatura gigantesca. As estimativas do comprimento do corpo são calculadas usando a relação estatística entre o tamanho dos seus dentes e a massa corporal dos modernos tubarões brancos e outros parentes vivos.

Esses dados sugerem que os megalodons adultos tinham um comprimento médio de 17,9 metros. Alguns cientistas, no entanto, afirmam que as formas maiores podem ter medido até 25 metros de comprimento.

Estudos estimam que a massa corporal adulta variou de cerca de 30 toneladas a mais de 65 toneladas, sendo as fêmeas adultas maiores (em comprimento e massa) do que os machos adultos.

Comparação Megalodon
Comparação de um Megalodon (cinza), com outros tubarões, inclusive o tubarão branco (verde).

Dentes do Poderoso Megalodon

Seu corpo não era composto de ossos, mas sim, principalmente de cartilagem. Assim, embora esses tubarões fossem imensos, a maioria de seus corpos não era fossilizada (a cartilagem geralmente se desintegra muito rápido para que o processo de fossilização ocorra).
Portanto, ainda há muitos fatores do megalodon de que não temos certeza.

Felizmente, alguns dentes foram encontrados e investigados (parte mais resistente de um tubarão). Por causa disso, os paleontologistas conseguiram descobrir alguns fatos sobre essas incríveis criaturas, embora muitos detalhes ainda estejam sendo debatidos.

Dente de um Megalodon
Dente de um tubarão branco (esquerda) e de um Megalodon (direita)

Os dentes do Megalodon são semelhantes aos dos tubarões brancos modernos, por serem triangulares, serrilhados e simétricos, mas diferem dos mesmos por serem maiores e mais espessos.

O maior dente existente mede 17,8 cm de comprimento, quase três vezes mais que os dos tubarões brancos modernos (que têm tipicamente cerca de 5,4 cm). Além disso, possuía uma mordida feroz e poderosa, com um diâmetro de mais de 3 metros.

Com isso, pesquisadores indicam que o poderoso tubarão teria a “mordida mais poderosa de todos os tempos”, que poderia exercer uma pressão de até 10 toneladas sobre sua vítima.
Entretanto, como dito anteriormente, existem diversas incertezas e debates no meio cientifico se a mordida mais poderosa era mesmo a do megalodon ou então do também extinto, Tiranossauro Rex.

Mandíbula do Megalodon
Mulher comparando seu tamanho com a mandíbula de um Megalodon.

Alimentação

O megalodon era um predador de topo da cadeia alimentar. Alimentava-se de outros grandes mamíferos marinhos, como baleias, tartarugas, lulas gigantes, golfinhos e pode até ter comido outros tubarões.

Pesquisadores acreditam que atacaria primeiro a barbatana e a cauda das presas para evitar que eles nadassem para longe, e depois os matavam, rasgando sua carne com seus poderosos dentes.

Terror dos mares e baleias
O tubarão e suas refeições

Extinção do Megalodon

Sabemos que foi extinto quando o planeta entrou em uma fase de resfriamento global. Precisamente quando o último morreu, não se sabe, mas novas evidências sugerem que foi há pelo menos 3,6 milhões de anos.

Como os tubarões adultos eram dependentes de águas tropicais, a queda nas temperaturas oceânicas provavelmente resultou em uma perda significativa de seu habitat, já que os mesmos não conseguiram se adaptar as águas mais frias.

Para os cientistas, até um terço de todos os grandes animais marinhos, incluindo 43% das tartarugas e 35% das aves marinhas, se extinguiram à medida que as temperaturas baixaram e o número de organismos na base da cadeia alimentar despencou, resultando um efeito terrível para os predadores no topo.

Megalodon e Humano
Representação de um encontro com um humano

Ficando sempre no imaginário das pessoas, muitos acreditam que esse ser colossal ainda exista por ae em algum lugar do nosso planeta, escondido então nas profundezas do oceano.

Infelizmente (ou felizmente, não sei), isso seria pouco provável, já que por seu grande tamanho, precisaria de uma grande quantidade diária de alimento para sobreviver, o que não se encontraria fácil em regiões mais profundas. Portanto, é praticamente impossível que algum deles ainda exista.

Depois de aprender um pouco mais deste grande tubarão, que tal saber mais sobre o Tardígrado, o animal indestrutível

Fontes:

Britannica

Live Science

Natural History Museum

Shark sider

Sobre Matheus Henrique

Técnico em consertos e manutenção de máquinas do tempo, caçador de criaturas mitológicas, cover de Sherlock Holmes e falador de bobagens nas horas vagas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X